Lágrima de preta

Imaginem que apertavam a mão a um homem no dia do seu Doutoramento Honoris Causa. Esse homem era poeta. E, escreveu coisas como esta:

Lágrima de preta – António Gedeão

Simplesmente divinal. Mas esse homem também era professor de Ciências Físico-Químicas e, nesse dia de Junho de 1995, Rómulo de Carvalho encheu por completo a minha alma.  Apertei-lhe a mão.

Como homenagem a este homem quero que os meus alunos saibam que ele, o  professor Rómulo de Carvalho e também o poeta António Gedeão, enche-nos de orgulho.

Leiam o que possam sobre ele.

3 responses to “Lágrima de preta

  1. a minha mãe diz que este poema de António Gedeão …

    Pedra Filososal

    Eles não sabem, nem sonham,
    que o sonho comanda a vida
    Que sempre que um homem sonha
    o mundo pula e avança
    como bola colorida
    entre as mãos de uma criança.

    …. saiu no exame de acesso ao magistério primário quando ela se candidatou😛

  2. António Gedeão nasceu em Lisboa em 1906 e morreu, também em Lisboa em 1997.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s